Home page
 
Post research opportunities
Find the ideal candidate
List of registered organisations
   
 
Post your CV
Find research opportunities
Practical information
Foreign Researchers Guide
Useful links
 
List and locate Portuguese Mobility Centres .
 
Portuguese research landscape
Find out how research is organised in Portugal.
Portuguese research policy
Find out about research policy in Portugal.
Women in science
Find out about the situation of women scientists.
 
Unique identifier: 5ce131f8-e84f-4160-aaf4-a54e9d9937b4

1. Descrição do cargo/posição/bolsa
1. Job description

Cargo/posição/bolsa:
BI(M)| PTDC/QEQ-QAN/6373/2014 - Estudo da captura de CO2 via pós/pré-combustao industrial

Referência: BI(M)| PTDC/QEQ-QAN/6373/2014 - Estudo da captura de CO2 via pós/pré-combustao industrial

Área científica genérica: Chemistry

Área científica específica:

Resumo do anúncio:

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de investigação (Mestre) no âmbito do projeto PTDC/QEQ-QAN/6373/2014 (POCI-01-0145-FEDER-016833) - Estudo da captura de CO2 via pós/pré-combustao industrial em materiais sorbentes nanoporosos por RMN do estado sólido a pressão variável, com o apoio financeiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia/MCTES, através de fundos nacionais e, quando aplicável, cofinanciado pelo FEDER, no âmbito do novo acordo de parceria PT2020, nas seguintes condições:



Texto do anúncio

Área Científica: Química, Engenharia Química, Bioquímica e áreas afins.

 

Requisitos de admissão: Mestrado em Química, Engenharia Química, Bioquímica, Biotecnologia ou áreas relacionadas, média de curso (licenciatura e mestrado) igual ou superior a 15 valores e possuir curiosidade em saber como funciona a química dos materiais com capacidade para captar gases de efeito de estufa e estar fortemente motivado para investigar um tema de enorme impacto social, económico e ambiental.

 

Plano de trabalhos:

A nossa espécie enfrentará nas próximas décadas efeitos severos relacionados com a impossibilidade de sobreviver em zonas do nosso globo antes habitáveis levando por isso a grandes massas migratórias de população devido às mudanças climáticas causadas pela emissão excessiva de gases de efeito de estufa. Desde 1950 até aos dias de hoje a temperatura global média aumentou de forma alarmante em cerca de 1 ºC. A emissão de CO2 continua a aumentar a cada ano tendo recentemente atingido um valor anual de 34 650 milhões de toneladas, causando um aumento do valor pré-industrial de 280 ppm para os atuais ~ 400 ppm de CO2. Apesar de diversos processos existentes para redução (captação e sequestração) da emissão de CO2 (ex: precombustão, poscombustão de gases de combustão) estes implicam elevados custos energéticos e métodos com efeitos tóxicos para o ambiente devido ao uso de absorventes à base de aminas líquidas corrosivas e libertadoras de agentes carcinogéticos quando degradadas. Porém, a simples manutenção dos níveis atuais de CO2 requer uma solução mais drástica - “emissão negativa de CO2 em que se remove CO2 diretamente do ar utilizando pressões e temperaturas atmosféricas e materiais adsorventes híbridos nanoporosos capazes de captar CO2 por quimissorção. Esta é uma tecnologia emergente, chamada de DAC (Direct Air Capture), que se baseia em materiais adsorventes sólidos porosos modificados com aminas e cuja tecnologia possui capacidade para captar CO2 equivalente à emissão anual de 250 mil carros de forma low-cost e verde. O empreendedor Richard Branson lançou um desafio e ofereceu $25 milhões a quem conseguisse construir uma unidade de DAC viável. Investigadores do ETH Zurich, fundadores da Climeworks em 2010, e da Carnegie Mellon University, fundadores da Carbon Engineering em 2009 com financiamento privado do Bill Gates, estão entre as primeiras empresas a testar tecnologia DAC a nível industrial, mostrando em 2017 já ser possível extrair CO2 da atmosfera e convertê-lo em combustível. Apesar destes avanços ainda é difícil entender a natureza da interação entre gás e material adsorvente e chegar a um material com a eficiência necessária para que a DAC se torne numa tecnologia global de remoção de CO2. 

 

ESTUDOS REALIZADOS PELA EQUIPA NESTE TEMA

O nosso grupo detetou pela primeira vez espécies químicas resultantes da adsorção de CO2 em aminosilicas porosas na presença e ausência de H2O, mostrando, a nível molecular, a enorme complexidade e seletividade destes materiais que são neste momento potenciais candidatos a agentes adsorventes para CO2 em baixas concentrações (~400 ppm).

 

Algumas publicações internacionais representativas do nosso trabalho:

- J. Am. Chem. Soc. 2017, 139, 389–408.  DOI: http://dx.doi.org/10.1021/jacs.6b11081

- Chem. Eng. J. 2018, 336. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.cej.2017.12.061

- Chem. - A Eur. J. 2018, 24, 10136–10145. DOI: http://dx.doi.org/10.1002/chem.201800930

 

O QUE SERÁ INVESTIGADO?

- Qual a seletividade que diferentes materiais possuem para o CO2?

- E de que forma o gás interage com a superfície do material?

- Será possível sintetizar um material com melhor custo/benefício?

- Como varia a capacidade de adsorção CO2 para diferentes condições de pressão e temperatura?

- Dentro de que gamas de Pressão e Temperatura o material é estável?

- Como se comporta na presença de outros gases contaminantes? E quantas vezes pode ser reutilizado (reciclado)?

Para responder a estas questões é necessário sondar a nível atómico a estrutura do material com e sem gases adsorvidos e utilizar técnicas analíticas sofisticadas, como espectroscopias de RMN de sólidos e vibracional, métodos computacionais entre outros.

 

 

Legislação e regulamentação aplicável: Lei nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica - https://www.fct.pt/apoios/bolsas/estatutobolseiro.phtml.pt); Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT, I. P. aprovado pelo Regulamento nº 339/2015, de 17 de junho de 2015 (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT.pdf); e o Regulamento de Bolsas de Investigação Científica da Universidade de Aveiro – Regulamento n.º 341/2011, publicado em Diário da República, 2ª série, n.º 98, de 20 de Maio.

 

Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro, Departamento de Química, Universidade de Aveiro, sob a orientação científica do Doutor Luís Mafra.

 

Duração da(s) bolsa(s): A bolsa tem início previsto em Janeiro de 2018 e duração de 4 meses, eventualmente renovável até à data limite de execução do projeto..

 

Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante da bolsa corresponde a 980 €, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (www.fct.pt/apoios/bolsas/valores). A periodicidade de pagamento da bolsa é mensal e através de depósito bancário, cheque ou outra modalidade equivalente.

 

Métodos de selecção: Os métodos de selecção a utilizar serão os seguintes: i) avaliação curricular, ii) experiência prévia na área e iii) entrevista, com a valoração pontual de 8, 7 e 5 pontos, respetivamente. Só serão chamados a entrevista os candidatos que obtiverem classificação superior a 10 pontos no somatório da avaliação aos critérios i) e ii).

 

Composição do Júri de Seleção: O júri é composto por Dr. Luís Mafra (presidente), Dr. Filipa Sousa e Dr. Mariana Sardo.

 

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada por nota final obtida, afixada em local visível e público do Edifício dos Laboratórios Tecnológicos, sendo o(a) candidato(a) aprovado(a) notificado através de email.

 

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto no período de 12 a 30 de Dezembro de 2018

 

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de carta de candidatura acompanhada dos seguintes documentos: Curriculum Vitae, certificados de habilitações e uma carta (máx. 1 pág.) de apresentação justificando o interesse na bolsa.

As candidaturas deverão ser enviadas via email para Dr. Luís Mafra (lmafra@ua.pt).


Número de vagas: 1

Tipo de contrato: Informação não disponível

País: Portugal

Localidade: Aveiro

Instituição de acolhimento: Universidade de Aveiro


Data limite de candidatura: 30 December 2018
(A data limite de candidatura deve ser confirmada no texto do anúncio)

2. Dados de contactos da organização
2. Organization contact data

Instituição de contacto: CICECO - Aveiro Institute of Materials | Universidade de Aveiro

Endereço:
Campus Universitário de Santiago
Aveiro - 3810–193
Portugal

Email: ciceco@ua.pt

Website: http://www.ciceco.ua.pt/

3. Habilitações académicas
3. Required education Level


Vazio
4. Línguas exigidas
4. Required languages


Vazio
5. Experiência exigida em investigação
5. Required research experience


Vazio